09/05/2022 08:50:00

Equipes do TSE e da USP trabalham na inovação do sistema eletrônico de votação

Parceria faz parte de convênio de cooperação firmado no ano passado para buscar novas tecnologias aplicadas ao processo eleitoral

Equipes do TSE e da USP trabalham na inovação do sistema eletrônico de votação - Notícias - Mato Grosso digital

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar página via emailCompartilhar página via facebookCompartilhar página via twitterCompartilhar página via Whatsapp

 

Integrantes do Grupo de Trabalho de Inovação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e especialistas do Laboratório de Arquitetura e Redes de Computadores (Larc) do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) voltaram a se reunir nesta sexta-feira (6), na capital paulista, para acompanhar e discutir as propostas do projeto Eleições do Futuro. A iniciativa busca a inovação do sistema eletrônico de votação brasileiro.

 

O encontro de trabalho faz parte do convênio de cooperação técnica firmado em novembro do ano passado, visando o intercâmbio de conhecimento e atividades de pesquisa e inovação em tecnologias emergentes aplicadas ao sistema de votação. O foco da reunião de hoje foram as ações voltadas ao aprimoramento dos mecanismos de segurança, transparência e auditoria do processo.

 

 

 

 

 

 

 

 

O coordenador de Modernização do TSE, Celio Wermelinger, ressalta que a reunião foi bastante produtiva, sobretudo, as discussões sobre a implementação do método de votação fim a fim (end-to-end), que hoje é considerado o “estado da arte” em termos de auditoria de processo eleitoral.

 

Ele informou que a equipe técnica do TSE já estudava essa solução, e que a parceria com a USP potencializou essa implementação. “Continuamos avançando na construção da prova de conceito que nos permitirá avaliar, na prática, as várias propostas de inovação em discussão”, afirmou.

 

 

Eleições do Futuro

O projeto denominado Eleições do Futuro segue a linha de desenvolvimento de uma arquitetura computacional focada na redução de custos ao longo dos próximos anos, mediante a utilização de componentes eletrônicos com maior capacidade de integração eletrônica, sem comprometer a segurança, o sigilo, a auditabilidade e a transparência do sistema e do processo eleitoral como um todo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Entre outros pontos, o convênio prevê estudos para a criação de um novo equipamento de votação, menor e mais leve do que as atuais urnas eletrônicas, capaz de reduzir os custos de transporte e otimizar a logística na preparação do processo eleitoral.

 

Além de Celio, participaram da reunião os seguintes integrantes do grupo de trabalho: Rafael Azevedo, coordenador de Tecnologia Eleitoral do TSE; José Melo, coordenador de Sistemas Eleitorais da Corte; Gilmar Fernandes de Deus e Danilo Magno Marchiori, do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES); Daniel Wobeto, do Regional do Rio Grande do Sul; Valdemar Borges Junior, do TRE-TO; Ricardo Negrão de Oliveira, do Tribunal Regional do DF; e Alexandre Luiz de Oliveira e George Cavalcanti Maciel Filho, da Corte de Pernambuco.

 

O grupo de trabalho foi instituído para pesquisar e implementar inovações tecnológicas no Sistema Eletrônico de Votação, em especial quanto à redução dos custos de aquisição e manutenção dos equipamentos de votação.

 

 

 

MC/LC, DM

 

 

 

 

 

 

Comentários (0)

Escrever comentário

...enviando

Atenção! Preencha todos os campos marcados com *

Obrigado! Seu comentário foi enviada com sucesso.

Leia também

Sexta-Feira, 20 de Maio de 2022

Sexta-Feira, 20 de Maio de 2022

Ver todos os notícias


Cuiabá

. Umidade do ar:

23 May 2022

27ºC / 19ºC

24 May 2022

27ºC / 19ºC