19/02/2021 07:40:00

Boi gordo: preços voltam a cair com demanda enfraquecida no atacado

A margem dos frigoríficos é cada vez mais estreita, e muitas unidades sinalizam para a redução da capacidade de abate

Boi gordo: preços voltam a cair com demanda enfraquecida no atacado - Notícias - Mato Grosso digital

O mercado físico de boi gordo teve preços mistos nesta quinta-feira, 18. Segundo o analista de Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, começaram a surgir as primeiras sinalizações de inversão na tendência de alta nos preços, com recuos significativos da carne bovina no atacado sendo registrados ao longo da semana.

 

A margem operacional dos frigoríficos é cada vez mais estreita em função desse cenário, e muitas unidades sinalizam para a redução da capacidade de abate, em um claro movimento para mitigar os efeitos do encarecimento da matéria-prima.

 

Com isso, nesta quinta-feira, foram registrados negócios abaixo da referência média em determinados estados. “A fragilidade da demanda de carne bovina atua como o grande ponto de inflexão do mercado neste momento”, assinala Iglesias.

 

Em São Paulo, Capital, a referência para a arroba do boi ficou a R$ 303 a arroba, ante R$ 304 – R$ 305 na quarta. Em Goiânia (GO), a arroba teve preço de R$ 290, inalterado. Em Dourados (MS), a arroba foi indicada em R$ 292 – R$ 293, ante R$ 294. Em Cuiabá, a arroba ficou indicada em R$ 296, ante R$ 295 a arroba. Em Uberaba, Minas Gerais, preços chegaram a R$ 303 a arroba, contra R$ 302 a arroba.

 

Atacado

 

No mercado atacadista, os preços da carne bovina ficaram de estáveis a mais baixos. Conforme Iglesias, o ambiente de negócios ainda sugere por nova queda dos preços da carne bovina, consequência da lenta reposição entre atacado e varejo, em um momento em que o consumidor médio migra de maneira intensa para proteínas mais acessíveis, principalmente a carne de frango. “Essa dinâmica pode mudar se ocorrer a aprovação de mais parcelas do auxílio emergencial, fomentando o consumo de base”, pontuou o analista.

 

Com isso, o corte traseiro caiu para R$ 19,90 o quilo. O corte dianteiro teve preço de R$ 15,50 o quilo, assim como a ponta de agulha, sem alterações.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários (0)

Escrever comentário

...enviando

Atenção! Preencha todos os campos marcados com *

Obrigado! Seu comentário foi enviada com sucesso.

Leia também

Ver todos os notícias


Cuiabá

. Umidade do ar:

02 Mar 2021

27ºC / 19ºC

03 Mar 2021

27ºC / 19ºC